Logo Hemocentro

Você esta aqui:

fevereiro
24
2021

Derivado da Artemisia annua induz perfil inflamatório em células do sistema imune com habilidade de matar células leucêmicas

Trabalho publicado pelo grupo da Prof. Dra. Sara Saad na revista International Journal of Molecular Sciences em janeiro/21. Em um ambiente tumoral, os monócitos, células de patrulha do sistema imune, auxiliam o desenvolvimento do câncer. No presente trabalho, nós avaliamos o potencial do derivado artesunato, utilizado há mais de 2000 anos na tradicional medicina Chinesa, em alterar o perfil dos monócitos para auxiliar no combate ao tumor. Após o tratamento com artesunato, os monócitos adquiriram uma identidade de ataque ao tumor, com alteração em moléculas em sua superfície e liberação de citocinas. E, quando em contato com células leucêmicas, estes foram capazes de matar as células tumorais.

Os resultados podem ser consultados no link https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/33435371/.

Compartilhe:

Menu

CONTATO

CATEGORIA

Chatbot